Ce que vous avez besoin de moi pour être

11/11/2012


Ela sorriu quando seus olhos se encontram. Ela não tinha idéia de como aquele gesto podia ser tão prazerosamente devastador.
- Você está atrasada – Você resmunga na tentativa de fazer aquele sorriso desmanchar e assim você conseguir se concentrar em qualquer coisa que não seja a boca dela, mas ao contrário do que você espera (do que você precisa) ela abre ainda mais aquela fileiras de dentes e se inclina na sua direção, erguendo-se na ponta dos pés, para beijar sua bochecha
- Eu também senti sua falta – Ela diz ainda próximo de seu rosto, próximo até demais. E você por mais tentado que esteja a se inclinar mais um pouco, apenas mais alguns centímetros e experimentar o gosto daquela boca tão...tão macia, se ver forçando a sorrir de forma afetada e se afastar vagarosamente (e dolorosamente) dela. Porque você sabe que ela ainda não estava preparada para isso, você sabe que ela está precisando desesperadamente de um colo sem segundas intenções e era isso que você –ironicamente- era para ela nesse exato momento.
E você sabe que, por hora, seria mesmo apenas isso para ela e seria tudo o mais que ela precisasse que você fosse.

You Might Also Like

4 comentários

  1. Eu já passei por essa situação. Não a de estar apaixonada e ser o colo, mas de precisar do colo e a pessoa estar gostando de mim. Isso me dói demais o coração, sabe. Não temos escolha por quem nos apaixonamos, e as vezes gostamos de quem não merece.
    Eu estou apaixonada por alguém que não merece enquanto quem merecia está sofrendo por mim e eu não consigo mudar isso.

    É horrivel, mas é verdade. Fazer o quê? :(

    ResponderExcluir
  2. Céu, isso descreve perfeitamente uma cena de uns três meses atrás em minha vida... Eu corri para os braços daquele que sempre me suportou quando a dor se tornou insuportável... É tão bom ter colo, mas é tão doloroso saber que isso magoa alguém que você ama..

    Muito lindo..
    Beijos*:

    ResponderExcluir
  3. Que lindo o texto!
    Adorei o seu blog, muito lindinho!
    Também li os comentários, e me identifiquei com a Jade, já fiz alguém sofrer por mim e ser a segunda opção e amava aquele que não me dava bola, por isso se tornou um colo quando não havia mais ninguém ):
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Pois é, muitas vezes a gente julga ou julgam a gente sem saber o que realmente se passa por dentro. Como adivinhar o que se passa por dentro do outro? Às vezes a gente não demonstra por medo ou insegurança, sei lá. Mas geralmente, quem tem medo de se expor é quem mais sente.
    Beijinhos

    hiperbolismos.blogspot.com

    ResponderExcluir

Google+ Followers

Instagram

Apoio!

Subscribe